Lavrando Pa
Pesquisa

A angústia da folha em branco
Por Bernardo Moscato (Aluno, 9ºB), em 2014/03/26412 leram | 1 comentários | 117 gostam
Depois de tanto tempo a puxar pela imaginação para escrever, sinto que a perdi…
Não tenho mais imaginação para escrever um artigo, parece que já falei de tudo, a professora bem diz que ainda não falei propriamente de tudo, mas para mim parece que já falei mesmo de tudo e se não falei eu, falaram os outros.
 Já tentei escrever sobre “Como escolher um bom livro”, mas depois parece que não sai o que quero dizer e acabo por apagar tudo novamente e pensar num outro assunto. Até podia escrever sobre a visita de estudo que os oitavos anos fizeram no passado dia 21, mas não, eu não gosto de escrever sobre isso, gosto mais de dar a minha opinião sobre os problemas da vida.
“O que ser quando for grande” será um bom assunto? Hum… Parece que sim, começo a escrever, cinco minutos depois, volto atrás para ler o que escrevi e, arghhh, que texto é este? É mesmo escrito por mim? Nem parece meu, volto à estaca zero e penso num outro assunto. Entrevistas… Gosto de entrevistar, hum… Boa ideia, já sei, o meu próximo artigo… Vou entrevistar alguém, mas quem? E sobre o quê? Ora, “Evolução da qualidade da educação em Portugal”, grande tema. Entrevistar alguém sobre isto. A “lâmpada acendeu-se”. JÁ SEI! Vou entrevistar três pessoas para saber a sua opinião sobre a evolução da qualidade da educação. Escolho um professor reformado e mais experiente, outro no desemprego e um outro no ativo. BOA! E mais, no final darei a minha opinião, já que gosto tanto de opinar sobre problemas e as coisas da vida… Maravilha! Já tenho planos para o próximo artigo “A qualidade do ensino em Portugal, há 20 anos e agora?” Soa bem, não? Ok, vou já pensar nas perguntas… Até breve…


Comentários
Por Anabela Pinto (Professora), em 2014/04/03
Assunto muito pertinente! Fico à espera!

Escreva o seu Comentário