Lavrando Pa
Pesquisa

A imaginação saiu da cartola
Por Miguel Ferreira (Aluno, 6ºD), em 2019/12/1252 leram | 0 comentários | 11 gostam
Este texto foi "criado" na aula de Português para o Concurso de Escrita 2019/2020.
Era uma vez uma cidade chamada Imaginação, e nessa cidade só as crianças e alguns adultos entravam. Sabes porquê? Porque aquela cidade, para quem não tinha imaginação, era uma cidade velha e gasta, mas para quem tinha imaginação podia ser: um parque de diversões, um parque aquático ou até um parque qualquer. Mas, lá as crianças divertiam-se muito independentemente do que fizessem.
Havia adultos que também queriam entrar naquela cidade só que não tinham imaginação e perguntavam às crianças:
-Como é que entramos aí?
-É só deixar a imaginação voar, sair da cartola. – respondeu uma criança.
-Mas…, como? - questionou um adulto.
-Pensa em alguma coisa de que gostes muito, fecha os olhos e… “tchara”. – explicou o menino.
-Oh, obrigado, finalmente consegui entrar! – saltou de alegria o adulto.
E assim foi-se espalhando a notícia, até que um adulto muito rezingão, que não gostava de nada, soube da notícia, e, no dia seguinte, foi a essa cidade e fechou-a.
As crianças e alguns adultos ficaram muito, muito, muito tristes.
Um dia, uma criança decidiu comprar uma casa velha, mas grande e começou a convidar pessoas (só as que tinham imaginação) e aquela casa passou a ser a antiga cidade só que mais pequena, mas, com o poder da imaginação a casa podia ser de qualquer tamanho, e, como aquilo era uma casa comprada, o velho rezingão, não a pôde fechar, e a partir daí toda a gente, exceto o rezingão, podia entrar na casa da imaginação.


Diana Cherpe, 6.ºD N.º6


Comentários

Escreva o seu Comentário