Lavrando Pa
Pesquisa

O meu “eu”
Por Mónica Seara (Professora), em 2018/06/03110 leram | 0 comentários | 40 gostam
Este poema foi redigido na aula de Português.
O meu “eu”

Nunca fiz o meu autorretrato,
Mas a altura de o fazer chegou,
Vou mostrar a todos os leitores
Quem verdadeiramente sou.

Não sou nenhum anjinho,
Mas não sou nenhum terror,
Às vezes, dou grandes alegrias
E, outras vezes, causo dor.

Admito,
Sou bastante convencido,
Quero sempre ser o melhor,
Mas defendo sempre um bom amigo.

Eu, fisicamente,
Não tenho muito que contar,
Tenho os olhos esverdeados
E a vida para aproveitar.

Sou um rapaz de estatura média
E o meu sonho é jogar futebol,
Também tenho toques de comédia,
Mas nada de especial.

Adoro arte, adoro escrever,
O amor é a minha inspiração,
Tenho de fazer do que escrevo arte,
Senão morro de coração!

                     Francisco Ferreira, n.º 13, 6.ºB


Comentários

Escreva o seu Comentário