Lavrando Pa
Pesquisa

Natal é quando um Homem precisar
Por Isilda Monteiro (Professora), em 2017/12/1176 leram | 0 comentários | 20 gostam
Foi Natal nesse dia quente, com as florestas em chamas, no nosso país.

Num dia muito quente, as temperaturas estavam altíssimas e o sol aquecia como uma bola de fogo. Dado este clima, várias florestas começaram a arder de uma forma intensa e tão devastadora que, rapidamente, chegaram às habitações de centenas de pessoas, destruindo muitas aldeias e vidas.
Perante este facto, muitas pessoas juntaram-se para ajudar as populações fragilizadas. Criaram, assim, o espírito natalício. Deste modo, várias associações recolheram alimentos e entregaram-nos para que essas pessoas que enfrentaram os incêndios se pudessem alimentar. Vários artistas uniram-se para dar um concerto de apoio às vítimas. Também foram criadas várias linhas de apoio, para recolherem donativos que ajudassem na reconstrução das casas destruídas pelos incêndios.
O espírito de solidariedade foi também sentido pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que se deslocou aos vários locais dos incêndios, para dar uma palavra de conforto, um abraço ou um beijo àquelas pessoas que choravam desesperadamente pela perda de entes queridos, pela perda das suas casas, enfim, pela destruição de tudo o que tinham construído ao longo das suas vidas.
O Natal pode ser celebrado todos os dias e sempre que um Homem quiser, para que a paz, o amor, a alegria, a generosidade e a solidariedade sejam sentidos por todos.
O Natal simboliza o nascimento de Jesus Cristo, que nos transmite amor e bondade. Porém, grande parte das pessoas pratica gestos que refletem os verdadeiros valores do Natal somente na época natalícia. No entanto, o mais importante é praticá-los no dia a dia, sempre que um Homem precisar.
Foi Natal nesse dia quente, com as florestas em chamas, no nosso país.

Ana Rita, 8.º A





Comentários

Escreva o seu Comentário