Lavrando Pa
Pesquisa

O outono
Por Rosalia Martins (Professora), em 2017/11/15166 leram | 0 comentários | 29 gostam
Os alunos do 2.º ano da Praia de Angeiras estiveram a "ser poetas" por momentos. Aqui vão algumas quadras sobre o outono.


  O outono

No outono cá na Praia
Tudo fica diferente
Espero que a chuva caia
E molhe toda a gente.

O inverno está a chegar
O outono a acabar
Vou comer castanhas
Até o inverno entrar.

Nas árvores há folhas amarelas
Ouriços e castanhas
Vemos gotas nas janelas
Que coisas tão estranhas!!!

O outono é frio
E tempestuoso
Chove mais para o rio
E o chão fica folhoso.

O outono aquece
há alturas que arrefece
O inverno que comece
E ninguém o esquece.

O outono tem árvores despidas
E bebe-se água–pé
No magusto há folhas caídas
E arma-se um grande banzé.

No outono arrefece
E ninguém o aqueça
O inverno que comece
E ninguém o arrefeça.

O outono que comece
Ele é muito castanho
Aparece, arrefece e desaparece
E a chuva dá-nos banho!

O outono é especial
Caem folhas castanhas
Os animais não se portam mal
E fogem para as montanhas.


 


Comentários

Escreva o seu Comentário