Lavrando Pa
Pesquisa

E se… a espécie humana desaparecesse da Terra?
Por Albano Seabra (Aluno, 9ºB Nº1), em 2015/05/25560 leram | 0 comentários | 349 gostam
Se a espécie humana desaparecesse como seria a Terra, como seria o nosso planeta?
Após 4 a 20 anos os animais domésticos voltariam ao seu estado feral, isto é, ficavam ferozes. Esse período representa duas a dez gerações de espécies como cachorros, porcos e bois. Ser fera está nas características genéticas desses animais, mas isso é reprimido pelo convívio com os humanos. Sem nós, eles sofreriam até mudanças físicas. Os cães ficariam mais parecidos com lobos (e voltariam a viver em matilhas) e os porcos ficariam parecidos com os javalis.
Após 20 anos o decurso do rio Tietê, rio do estado de São Paulo, ficaria 100 % limpo. Sem lixo químico ou mesmo os dejetos orgânicos produzidos sendo despejados no espaço que atravessa a cidade de São Paulo, o rio Tietê entraria num processo de autolimpeza. Em duas décadas, estaria tão limpo e piscoso como quando os portugueses chegaram ao Brasil.
Após 70 anos a camada de ozono estaria sem nenhum buraco. Para a sua recuperação total, bastaria parar a emissão de gases como CFC e amoníaco.
Após 300 anos a temperatura média global começaria a cair. O fim da emissão de CO2 pelos veículos, indústrias e queimadas acabaria com o aquecimento global. A temperatura ia estabilizar nos atuais 14,7 °C (prevê-se que ela subirá até 5 °C até o fim do século).
Após 1000 anos todo o lixo produzido no Mundo desapareceria O lixo orgânico, restos de alimentos e carcaças de animais, por exemplo, seriam consumidos por insetos, bactérias e fungos num tempo relativamente rápido, cerca de 500 anos. Os outros 500 são culpa do lixo inorgânico como metais, plástico e vidro, cujo processo de reabsorção pela natureza é muito mais demorado.
Após 1000 anos as construções apodreciam até desaparecer.
Sem manutenção, o cimento de um prédio começaria a apresentar fissuras e rachadelas em 100 anos. Em 500 anos, com as estruturas metálicas desmanchando-se em ferrugem, o prédio cairia. Em mais 500 anos tudo ficaria reduzido a pó.
Após 5000 anos a mata Atlântica engoliria a cidade de São Paulo.
Depois da ruína das construções e do desaparecimento da cobertura asfáltica, ainda seria necessária a recuperação do solo para que árvores de grande porte pudessem ocupar o terreno -isso levaria de 3 mil a 5 mil anos.
Após milhões de anos o petróleo abundaria.
O processo de decomposição que forma o petróleo nunca acabou, mas é muito lento. Sem a extração, as reservas de petróleo levariam de muitos a poucos milhões de anos para voltar ao nível do século XIX, antes da exploração maciça.




Comentários

Escreva o seu Comentário